Search Engine Optimization (SEO) é um processo com regras, algumas delas conhecidas, de como os motores de pesquisa funcionam e, com base nessa informação, construir um plano para melhorar a visibilidade dos ativos digitais de uma marca.

No início da World Wide Web, em 1992, havia apenas cerca de 15 mil sites online.

Como otimizar SEO – áudio do texto

Quantos sites existem no mundo?

website seo

De acordo com o Internet Live Stats, existem atualmente mais de 1,86 mil milhões de sites online – a maioria deles completamente inconscientes dos seus erros de SEO (Search Engine Optimization). De acordo com o estudo da techjury, calcula-se que 1,5 mil milhões de sites não são atualizados, sendo tecnicamente considerados como inativos.

websites search engine optimization (seo)

Para executar uma estratégia de SEO, é importante ter pelo menos uma compreensão básica de como os motores de pesquisa funcionam.

Os algoritmos de pesquisa são forçados a confiar em centenas de fatores para determinar a relevância de um pedaço de conteúdo.

Os motores de pesquisa têm algoritmos para compreender exatamente o que o utilizador quer.

É o casamento da informação com os algoritmos, que resulta numa página de pesquisa, respondendo satisfatoriamente às intenções do utilizador.

Cada vez mais, a tendência dos resultados são as respostas únicas chamadas «caixas de conhecimento» ou «snippets em destaque», um tema que exploro mais à frente, neste artigo.

As centenas de fatores que os motores de pesquisa utilizam para compreender a consulta do utilizador e a relevância de uma página web é o que leva às táticas e melhores práticas comummente adotadas por todos os profissionais de SEO.

Muitos dos fatores de SEO não são segredos!

Google, Bing e outros motores de pesquisa são bastante transparentes sobre o que constitui uma melhor prática.

Embora as especificidades de como implementar uma tática possam ser contestadas, todos os motores de pesquisa e profissionais de SEO estão de acordo em como as páginas devem conter conteúdos (não apenas imagens) que utilizem palavras estreitamente alinhadas com o que um utilizador possa procurar numa consulta.

SEO é simplesmente a ideia de otimizar para melhorar as perspetivas de visibilidade de um website.

Os detalhes granulares de como e onde o conteúdo precisa de ser utilizado variam consoante a indústria, país e mesmo motor de pesquisa.

Como aparecer na primeira página da Google?

Há mais do que uma forma de lucrar com o destaque da marca numa página de pesquisa da Google e aumentar a sua visibilidade. A Google avalia a intenção em cada pesquisa e apresenta os resultados que considerar mais apropriados, com base no comportamento anterior do utilizador.
Há 4 formas comuns para aparecer na 1.ª página da Google:
• Resultados Orgânicos no Google: Método 1
• Featured Snippets / Caixas de respostas: Método 2
• Google Local: Método 3
• Sites de terceiros: Método 4


Resultados Orgânicos no Google: Método 1

Os resultados «normais», «orgânicos», «naturais» de pesquisa na Google são os que aparecem pela página sem sinais de «Anúncio», conforme imagem em baixo.

search-engine-marketing

A quantidade de tráfego que se obtém no ranking Google depende obviamente da posição que está a alcançar nesta área.

De acordo com o estudo de taxa de cliques do Advanced Web Ranking, a primeira posição no ranking (topo do Google), por exemplo, pode trazer-lhe 37,9% de todos os cliques feitos, por pessoas que procuram por essa palavra-chave.

O ranking na posição dois traz apenas 18,47% do tráfego.

Quando se chega à página dois, mesmo o resultado que aparece no topo, está apenas a captar 1,86% de todos os cliques de quem pesquisou.

As recompensas para a marca que aparece no topo das pesquisas são desproporcionadamente altas.

É como se o vencedor da corrida olímpica dos 100m recebesse uma parte desproporcionada das recompensas em comparação com a pessoa que vem em segundo lugar, apesar de o segundo classificado ser a segunda pessoa mais rápida.

Um dos erros mais comuns com SEO é a complacência.

Aqueles que percebem que os seus websites estão na primeira página, mas não na primeira posição, assumem que há pouco a ganhar se se concentrarem em aumentar ainda mais a sua classificação.

Estatisticamente, ser persistente para atingir o primeiro lugar vale a pena.


Featured Snippets / Caixas de respostas: Método 2

A segunda forma gratuita, de aparecer na Google é através de Featured Snippets.
São pequenos pedaços de texto exibidos pela Google acima de todos os outros resultados orgânicos na página.

Como são mostrados acima de todos os resultados regulares, são frequentemente referidos como resultados de «posição zero».

A imagem abaixo mostra os resultados da pesquisa para a pergunta «O que é marketing»

o-que-e-marketing-search-engine

É frequente que apareça numa moldura «As pessoas também perguntam».

Além da classificação na posição superior, a descrição do site ocupa uma grande quantidade de espaço no ecrã, aumentando a probabilidade de alguém interessado clicar para visitar o site.

Lições para otimizar o seu conteúdo para featured snippets:

  • Certifique-se de que o seu conteúdo já está entre os cinco primeiros resultados.
  • Deve estar bem classificado para a consulta da pesquisa direcionada – fundamentalmente, na primeira página de resultados.
  • Resuma a pergunta e tenha a melhor resposta.
  • Pergunta e a resposta de uma forma que corresponda ao trecho em destaque atual. Esta é uma oportunidade real. Se não for o primeiro, pode ir à boleia nos resultados mais fortes com melhor conteúdo.
  • Certifique-se de que o seu conteúdo corresponde ao tipo de snippet em destaque que está a ser exibido para uma determinada consulta.
  • Se está a direcionar o formato de parágrafo, tenha um parágrafo de aproximadamente 40 a 50 palavras que inclua a pergunta e a resposta resumida. 
  • Se pretende ter uma lista ou tabela, coloque o seu conteúdo numa lista ou tabela (de preferência com alguma forma de incentivo ou Call to Action (CTA) para fazer o utilizador clicar e ler o artigo completo).

O Google Search Console pode mostrar alterações quase instantâneas no conteúdo na caixa de resposta / trecho em destaque. Também pode ver esse impacto nos resultados onde um site tem um snippet em destaque. Experimente.

Não há garantias e requer uma análise da aparência dos snippets em destaque que vai almejar, mas com alguns pequenos ajustes pode gerar grandes resultados.


Google Local: Método 3

Se é uma empresa local, estará bem ciente das listas de mapas da Google que aparecem para pesquisas suscetíveis de ter uma «intenção local», conforme imagem em baixo.

seo curso intensivo de marketing digital

Além de mostrar no mapa no lado esquerdo, também pode ter o seu negócio a aparecer como resultado local do painel de conhecimento.


Sites de terceiros: Método 4

Finalmente, vale a pena mencionar que é estratégico ser referenciado em sites de terceiros, aparecer com um conteúdo escrito, idealmente com link, pode dar-lhe a credibilidade.

Em baixo, pode conferir alguns dos exemplos:

1. Melhores cursos de marketing digital, com menção em outros sites:

2. Artigos de opinião publicados nos ativos digitais de outras organizações:

As estratégias de conteúdo realizadas através de parcerias estratégicas, ou patrocinado, facilita que as pessoas encontrem a sua marca por uma via ou outra.

Significa que através dos seus canais próprios da marca, ou de terceiros, encontram sempre os seus produtos ou serviços.

Não só pode ser uma grande estratégia de credibilidade, como também ser apresentado nos sites de outras pessoas, é uma estratégia poderosa para aumentar a classificação do seu próprio sítio nos resultados de pesquisa da Google.

SEO não é uma arte oculta

Quando os motores de pesquisa foram lançados pela primeira vez no mundo, eram essencialmente páginas amarelas em linha.

Ao mesmo tempo, os primeiros utilizadores da web eram infinitamente mais curiosos do que os leitores de páginas amarelas e aptos a clicar em muitos resultados.

A convergência de grandes números de utilizadores e o potencial de lucro que os utilizadores representavam deram origem ao SEO.

O panorama de pesquisa atual é dominado pela Google, que utiliza os seus vastos recursos de inteligência artificial para neutralizar táticas ilegítimas que ganham visibilidade na pesquisa.

Search Engine Market Share Mundo

Search Engine Market Share Mundo

Search Engine Market Share Portugal

Search Engine Market Share Portugal

Inicialmente, a Google e outros motores de pesquisa podiam ter estado mais próximos de listas telefónicas alimentadas por software, mas muita coisa mudou, nas últimas décadas.

Os motores de pesquisa utilizam o reconhecimento ótico de caracteres para ler texto nas imagens ou mesmo reconhecer que objetos estão nas imagens. (Para ver o grande poder desta tecnologia, consulte a app Google Lens, tire uma fotografia de algo e depois procure-a no Google).

A Google pode transcrever texto, num vídeo ou áudio.

Mais importante ainda, tem duas décadas de experiência na forma como os utilizadores respondem à informação e aos resultados da pesquisa.

Atualmente, SEO é incrivelmente diferente do que era nos primeiros tempos.

O SEO moderno é mais legítimo e muito valioso.

Se a Google tivesse permitido aos profissionais de marketing inexperientes ditarem o que aparece nos resultados de pesquisa, poderia ter seguido o caminho do AltaVista, Excite, Yahoo e de todos os outros motores de pesquisa que existem apenas no nome enquanto os seus resultados de pesquisa são alimentados pela Google.

São os resultados de qualidade que fazem deste espaço (e enorme negócio) o local a que os utilizadores recorrem sempre que têm uma pergunta ou necessitam de informação.

Quais as 3 prioridades de SEO para uma marca?

o que é seo

A Google utiliza mais de 200 fatores de classificação, mas não deve ficar intimidado e paralisado.
Concentre-se em apenas 3 fatores, independentemente do seu nicho, para organizar a sua estrutura de ativos digitais.
• Arquitetura da Informação;
• Conteúdo;
• Backlinks.

1. Arquitetura da Informação

O seu site deve ser:

  • Rastreável e acessível aos motores de pesquisa;
  • Siga as diretrizes da Google para webmasters para obter as melhores práticas de SEO;
  • Otimizado para uma experiência de utilizador de alta qualidade (prestando muita atenção ao Core Web Vitals);
  • Renderize de forma limpa em dispositivos móveis, tablets e desktops.

2. Conteúdo

O conteúdo do seu site deve estar em conformidade com as práticas recomendadas, conforme divulgadas nas Diretrizes de classificações de qualidade de pesquisa, com ênfase em:

  • Ser único e oferecer valor;
  • Consultas de pesquisa correspondentes;
  • Satisfazer a intenção do utilizador;
  • Ser de alta qualidade;
  • Satisfazer o algoritmo de conteúdo novo.

3. Backlinks

  • Deve ser natural. Evite esquemas de links populares como Private Blog Networks(PBNs) e comprar visitantes pagos em sites duvidosos. Em vez disso, concentre-se na construção de links reais que aumentem o posicionamento nas SERPs.
  • Qualidade é a chave: um número menor de links de alta confiança / alta autoridade / relevante pode superar uma grande quantidade de links de qualidade inferior.

Quanto vale o SEO?

O valor coletivo de todo o tráfego orgânico no mundo é superior e estimado pela eMarketer de um trilião de dólares.

Orgânico é uma das únicas formas de gerar tráfego consistente e gratuito na web para muitos websites e produtos, sem construir uma marca maciça que impulsione o tráfego direto.

A construção de uma marca é proibitivamente cara e pode nunca ser rentável.

Os esforços de pesquisa orgânica, por outro lado, são significativamente menos dispendiosos do que qualquer outro canal de aquisição.

No entanto, a Google não vai começar a enviar automaticamente barcos com contentores de tráfego livre para um website, só porque ele existe.

O website precisa de ser construído de forma a maximizar mais eficazmente a visibilidade na pesquisa orgânica. Sem uma boa metodologia SEO, um site só depende da sorte estúpida para conduzir o tráfego.

Os gastos com publicidade digital chegaram a US $ 325 mil milhões em 2019 e, após uma breve paralisação devido ao COVID-19, espera-se que aumente para US $ 389 mil milhõies em 2021.

Provavelmente, contribuirá para este bolo, com investimento em tráfego pago, para acelerar os seus resultados, mas isso não é SEO (search engine optimization)

Não se preocupe – não está sozinho. Para muitas empresas, o digital é seu principal canal de marketing. Mesmo assim, muitos proprietários e executivos ainda têm dificuldade em fazer um orçamento para o marketing online.

Uma pesquisa recente descobriu que menos da metade de todas as pequenas empresas tem algum dinheiro reservado para SEO.

Para empresas que investem em serviços de SEO, a média é de pouco menos de US $ 500 / mês .

As empresas que gastam mais de US $ 500 / mês têm 53,3% mais oportunidades de ficarem “extremamente satisfeitas”.

É alguma surpresa que tantos proprietários de empresas estejam relutantes em investir em SEO? 

A maioria dos proprietários de empresas não tem ideia de como funciona o marketing de pesquisa. 

Estão ocupados a gerir os seus negócios.

Na maioria das empresas, existe um processo padronizado passo a passo para ir do ponto A ao ponto B. Muitos presumem que o SEO funciona da mesma maneira, mas cada caso é um caso, devido às circunstâncias dos ativos digitais da marca e às centenas de fatores da Google que sofrem ajustes semanalmente.

Quer seja novato em SEO e marketing digital ou um profissional experiente, este artigo procurou explicar os princípios e terminologia que será uma grande base para trabalhar a área de SEO.

A maior parte do público em geral não compreende o que é preciso para se posicionar de forma proeminente no Google, o que é parte da razão pela qual funciona tão bem.

Se soubessem que os sites foram classificados de acordo com o site que foi melhor otimizado e que tinha a classificação PageRank mais elevada, poderiam cavar um pouco mais fundo.

Em vez disso, muitos «não-técnicos» assumem que o melhor resultado do Google é «escolhido» porque é o melhor. Depositam a sua confiança no Google para lhes servir o melhor resultado.

O resultado de topo pode ter um mau serviço ao cliente, preços elevados e ser gerido pela máfia, mas o Google não se importa.

Tudo o que o Google faz é executar cálculos matemáticos (algoritmos) baseados em milhares de fatores de classificação diferentes e aparece uma lista ordenada de websites:

Factores de Ranking → Algoritmo → Ranking de Pesquisa
Alteram-se os fatores, mudam os resultados.

SEO, é realmente assim tão simples.
Not!