Ensinar online exige que venda, distribua, opere e… ensine, o que significa inúmeros processos e conhecimentos técnicos (ou pedir ajuda). No e-learning — modelo de ensino não presencial apoiado em tecnologia de informação e comunicação —, os alunos estão a aprender com os melhores professores do mundo.

A grandeza tem linhas comuns: em vez de os alunos serem forçados a aprender com milhões de professores medíocres, o acesso globalizado facilita a entrada de centenas de instrutores de classe mundial.
Este será o fim da média.

E pode significar que a educação universitária (será sempre relevante) poderá não ser o padrão ouro. Os alunos procuram educação alternativa, abrindo espaço a instrutores independentes que podem fornecer tanto valor quanto professores titulares no meio académico.

O e-learning, enquanto negócio, necessita de uma estratégia de marketing que considere a fixação de preços, a segmentação de públicos-alvo e, naturalmente, a criação de valor acrescentado ao cliente. Mas, além da relação com o cliente, é também crucial conceber um canal de vendas eficaz para os seus produtos. 

O crescimento das plataformas de educação tem ajudado formadores, escolas de formação, universidades e instituições a concentrar-se no ensino e terceirizar o resto.

e-learning

Um dos principais académicos mundiais em marketing, Philip Kotler, apontou para a importância dos canais de marketing e observou que estes não devem servir apenas os mercados, mas também fazê-los. 

A realidade é que já existe muita oferta formativa espalhada pela internet, empacotada e vendida como mercadorias (tenha 200 vídeos, 1500 horas de conteúdo em 68 módulos).

Os cursos já não são medidos pela quantidade. As pessoas não querem mais conteúdo para consumir, querem melhor conteúdo. 

A medida certa é tempo por valor agregado. 

Ou seja, quantos segundos passaram até os alunos chegarem a algo relevante que possam realmente utilizar.

E as plataformas e-learning vieram facilitar o acesso democrático ao ensino e o trabalho dos facilitadores da aprendizagem, que é mais do que ensinar um tema.

É garantir que os formandos estão comprometidos na aprendizagem e na implementação.


Instrutores
e-learning


Plataformas de Educação e-learning

  • Codecademy • Plataforma de aprendizagem individualizada para competências técnicas
  • Flux Academy • Plataforma de Educação em Web Design
  • The School of Life • Organização e mercado de educação online
  • Egghead • Educação em Engenharia de Software
  • FreeCodeCamp • Plataforma de Engenharia de Software sem fins lucrativos
  • Khan Academy • Plataforma de educação sem fins lucrativos
  • Buildspace • Aprenda a construir no Ethereum com solidez e contratos inteligentes
  • Replit • IDE colaborativo no browser para desenvolvimento de software
  • Stoa School • Alternativa de MBA na Índia
  • OnDeck • Carreira Online e Comunidade de Aprendizagem 
  • Kaggle • Comunidade de Machine Learning/Ciência de Dados
  • Mindvalley • Empresa de Experiência de Aprendizagem
  • Duolingo • App para aprender idiomas
  • Zapp • App Educacional para a Geração Z
  • Fizzle • Criador Independente/Plataforma de Educação
  • Skillshare • Comunidade de Aprendizagem Remota Online
  • Lynda (LinkedIn) • Plataforma de Aprendizagem do LinkedIn
  • MasterClass • Plataforma de Streaming de Educação
  • Studio • Plataforma de Educação Criativa
  • Startups • Educação de Startups Online para Fundadores
  • Os Grandes Cursos • Cursos de Áudio e Vídeo de Nível Universitário
  • MinecraftEdu • Curso Gamificado para Crianças
  • Mix With The Masters • Aprenda gravação, mixagem e masterização de áudio com especialistas
  • Rosetta Stone • Aprendizagem de Idiomas Online
  • Boddle • Plataforma de Educação Gamificada
  • Udemy • Plataforma de aprendizado baseada em cursos
  • Thinkific • Curso Online e Plataforma de Associação
  • Coursera • Plataforma de Educação Online
  • iMBA • Educação MBA Online
  • edX • Plataforma de aprendizado online apoiada pela universidade
  • Udacity • Plataforma de formação/Educação da força de trabalho
  • CXL • Cursos de Marketing, Analytics e Otimização
  • FutureLearn • Plataforma de Aprendizagem Social Online
  • CreativeLive • Plataforma de Expertise Criativa
  • Class Dojo • Comunidade de Educação Global
  • Brainscape • Aplicativo Flashcard Online
  • CodeHS • Educação em Ciência da Computação para K-12
  • BloomTech (Anteriormente Lambda School) • Bootcamp de Engenharia de Software/Ciência de Dados
  • Maven • Plataforma de Aprendizagem baseada em coohort
  • Uxcel • Plataforma de Educação em Design UX
  • RabbitHole • Ganhe enquanto aprende Web3
  • Síntese • Plataforma de Educação do Pensamento Crítico
  • Odyssey DAO • Plataforma de aprendizado Web3
  • Workera • Empresa de Tecnologia de Habilidades
  • Love Circular • Aprenda Design de Produto


Cursos disruptivos para ganhar competências no ensino online


🔮 Previsões e-learning


☁️ Oportunidades e-learning


🔑 Principais lições e-learning

  • Escolha um nicho relevante.
  • Vários instrutores podem ensinar o mesmo tópico e ter sucesso. Diferentes alunos reveem-se em diferentes professores. 
  • Dê espaço de escolha aos alunos: deixe-os escolher como e quando preferem aprendem.
  • Aprender a aprender é tão importante quanto o que aprende.


🔥 Ideias Quentes e-learning

  • Ser o melhor professor na sua escola, freguesia, cidade tornar-se-á menos valioso, já que as recompensas fluem para os melhores professores do mundo.
  • A teoria será aprendida através da prática. Veja instituições de ensino aplicado, como o Bloom Institute of Technology
  • A educação universitária não será o padrão ouro. Os alunos têm procurado a educação alternativa.


🔗 Links

Quer aprender mais comigo?

Outras referências: empresa de consultoria > consultoria empresarial >