Press enter to see results or esc to cancel.

Checklist: Ideias para optimização através do Google Analytics

Procura novas formas para compreender, como pode optimizar as suas conversões?

Conhecer as suas fontes de tráfego – pago, directo, orgânico e social  – é importante.
Numa primeira fase, avalie os números absolutos de Visitantes, Leads e Clientes e veja se os crescimentos estão de acordo com a tendência e o planeado. Se o número de Visitantes cresce e a captação de leads mantém o mesmo, é fundamental analisar o fluxo de tráfego e optimizar o site, compreender o fluxo de navegação do visitante e avaliar como reage ao conteúdo, facilitando a análise do desempenho do seu negócio no ambiente online.

A famosa frase de W. Edwards Deming reflecte o espírito de negócio focado no desempenho superior em todos os seus aspectos, acompanhado a análise das acções em Marketing com foco no ambiente online.

In God We Trust; All Others Bring Data

Estudar o fluxo de tráfego pode indicar alguns problemas em potencial na navegação do site ou nas mensagens de marketing;
Reserve algum do seu tempo para fazer uma pequena personalização para ter acesso a mais dados e fomentar ideias para o seu plano de optimização.


Benefícios do Google Analytics:

a. Acompanhamento de Leads
Não basta saber quantos leads foram captados, é preciso saber a origem da visita, palavras-chave do Google, entre outros;

b. Fluxo e Funil de metas
Trabalhe com um fluxo e funil de metas, para descobrir onde tem perdido mais conversões;

c. Vendas E-commerce
Com o Google Analytics é fácil identificar produtos vendidos, valores de pedidos, origem do primeiro e último clique;

d. Análise de visitantes
Dados relevantes sobre o seu visitante quer seja novo ou antigo, localização geográfica, lealdade,  visitas,  até à compra, etc;

e.Identifique tendências
Analise os dados do Google Analytics, para identificar tendências e investir melhor em novos e atuais produtos;

f. API (código) de Exportação
Integração de todos os dados do Google Analytics com sistemas de sua empresa, em aplicações vitais para seu negócio;

Ferramentas de web analytics são essenciais para qualquer atividade de inteligência de negócios, permitindo acrescentar valor ao conhecimento dos esforços de investimento, do comportamento dos seus utilizadores, do mercado e desempenho dos seus processos de marketing, vendas e pós-venda.

Com estes dados, pode-se aprimorar a experiência de utilização do site e/ou serviços online.

 

1 Início – Fontes de Tráfego;

Através das suas ferramentas de gestão online, analise se tem uma grande dependência de algum canal de tráfego ou então se a empresa está a migrar,  aos poucos,  do tráfego pago para fontes de tráfego sem custo acrescentado.

Investigar o comportamento do consumidor e a análise do fluxo de tráfego é relevante. Não adianta ter uma fonte de tráfego que traz muitos visitantes se estes não se tornam Leads. Por isso é fundamental perceber quais são as fontes de tráfego que têm convertido melhor.

Veja como exemplo uma campanha em Google Adwords e o simples fato de investir numa palavra muito pesquisada, que trás muito tráfego mas o público-alvo dessa palavra seleccionada não estar em sintonia com a sua proposta de valor, pode levar à captação de muitos leads, sem valor acrescentado para o seu negócio o que significa que não vai converter numa compra.

Questões para ajudá-lo na análise:

  • Quantos vistantes cada uma das fontes de tráfego atrai e qual a taxa de conversão para leads e clientes?
  • Quais as fontes de tráfego com melhor taxa de conversão?
  • Elas já são exploradas ao máximo ou é possível investir mais?
  • Quais as fontes de tráfego trazem bastantes visitantes, mas não tantos Leads? E o contrário?

Analisando as fontes de tráfego, conseguirmos ter uma uma primeira ideia da taxa de conversão, ou seja um objetivo, ou ação desejada pela empresa, seja ele um registo, uma venda, um comentário, um “like” na página de marca no Facebook, entre outros).
Exemplo: Determinada campanha captou 5.000 visitantes ao meu site, com uma taxa de conversão em venda de 1%, significa que 50 vendas foram realizadas em função daquela ação.

Estamos agora numa posição muito poderosa para trabalhar com mais detalhe, noutros insights:

 

2 Segmentos-alvo e targets específicos;

O Google Analytics oferece muitos dados comportamentais, que podem orienta-lo e contribuir para agir tendo em conta o fluxo dos utilizadores:
Exemplos de items em que a plataforma de análise pode ajudá-lo:

  • O Ciclo de compra: Os utilizadores podem simplesmente estar na fase de pesquisa.
  • A Disponibilidade: Os utilizadores podem não estar a encontrar aquilo em que estão interessados.

O fluxo de utilizadores é uma representação gráfica dos caminhos percorridos pelos mesmos no seu site, desde a origem, pelas diversas páginas e onde,nesses caminhos saíram dele.

Os relatórios de fluxo de visitantes do Google Analytics pode ajudá-lo a desenvolver novas ideias para otimizar o fluxo, para garantir melhores taxas de conversão.

O contributo deste item permite analisar:

  • O volume relativo de tráfego para o seu site pela dimensão escolhida (por exemplo, origens de tráfego, campanha, navegador).
  • O volume relativo de páginas vistas por página ou coleção de páginas.
  • Métricas específicas para ligações, nós e saídas de nós.

Para as pessoas que abandonam o seu site, utilize o retargeting para os atrair de volta. Pode inclusivé personalizar os seus anúncios e as suas landing pages e oferecer algo de acordo com os interesses específicos.

 

3 Análise específica por canal;

Numa lógica operacional, a  equipe de marketing pode identificar as oportunidades de melhorias e ajustes necessários.

a) Análise de palavras chave em busca orgânica

Faça uma análise das palavras que mais atraem tráfego por pesquisa orgânica ao seu site, tendo em conta o comportamento do visitante para cada uma dessas palavras.

  • O site recebe tráfego para as palavras chave que gostaria?
  • Quais são as palavras que melhor convertem?
  • A empresa já está nas primeiras posições para essas palavras ou é possível melhorar para receber mais acessos?


b)Análise dos principais sites que te enviam tráfego

Analise todos os domínios que estão enviando visitantes para o seu site.

Quais os canais que trazem bom tráfego e conversão?
Vale a pena investir mais (ou menos) em algum canal específico nas redes sociais?

  • As ações de Relações Públicas ou Assessoria de Imprensa que a sua empresa contrata têm resultados do ponto de vista de tráfego ao site?
  • Há algum blog ou site com quem fez parceria que traz tráfego qualificado?

 

4 Conheça os seus consumidores / Segmentos de elevado valor;

Priorize a identificação dos segmentos de visitantes de elevado valor acrescentado, de modo a compreender melhor o que eles são e o que mais desejam.  Aperfeiçoe a sua experiência de navegação e atraia novas visitas com características  comuns aos seus segmentos-alvo. Analisar e estudar o consumidor comum não é tão relevante de um ponto de vista de optimização.

As informações mais valiosas sobre os seus utilizadores são aquelas que identificam quais deles têm grande valor para a sua empresa: os que interagiram com o seu conteúdo ou compraram recentemente, os que interagem ou compram com frequência e os que se envolvem em conversões de valor elevado.

Conhecer os utilizadores que efetuam conversões no seu site pode ajudá-lo(a), por um lado, a refinar os aspetos de sucesso do seu marketing e, por outro, a descobrir os aspetos que pode melhorar para alcançar os utilizadores que demonstram um potencial por explorar. Ao desenvolver informações que lhe permitam saber por que motivo os utilizadores não efetuam conversões, pode incidir sobre os pontos fracos,  abordando-os de outra forma:

Pode criar um segmento que identifique esses utilizadores.

Caráter recente: utilizadores que interagiram com o seu conteúdo ou compraram recentemente (por exemplo, nos últimos dois dias ou na semana passada) têm maior probabilidade de interagir ou comprar novamente.

Frequência: os utilizadores que interagem ou compram frequentemente (por exemplo, todas as semanas ou todos os meses), bem como recentemente, têm maior probabilidade de interagir ou comprar outra vez.

Valor monetário: os utilizadores com as conversões mais valiosas e com conversões recentes e frequentes, têm maior probabilidade de converter novamente.

As sessões, as taxas de rejeição, as páginas mais vistas são todas listadas por tendências de afinidade e pode ser utilizado para criar uma visão transversal dos seus melhores (e piores) segmentos-alvo.

O facto de os utilizadores que efetuam conversões se envolverem mais, não é necessariamente uma surpresa, mas os dados indicam que quando consegue ter utilizadores com conversões no seu site, estes demonstram um envolvimento ainda maior. Além disso, ainda regressam: pouco mais um terço de todos os Visitantes da página de conversão são utilizadores de retorno.

Quando aplica segmentos, estes permanecem em vigor para todos os seus relatórios, o que facilita a avaliação dos dados em inúmeros contextos diferentes.

Os relatórios de fluxo do utilizador  podem ser usados,   para pesquisar ainda mais a fundo,  o comportamento do segmento de mercado.

 


5 Identificar novas mudanças de comportamento;

Para continuar a crescer, não basta apenas compreender os público atual; também precisa de saber como o seu público está a mudar ao longo dos tempos. Se já observou uma diminuição na conversão, poderá ser um lapso momentâneo ou poderá ser uma alteração do core da sua audiência. As informações demográficas combinadas com a percentagem  de novas sessões no Google Analytics irão mostrar-lhe como o seu público está a mudar.  Permitem também ver   o comportamento do seu novo público em comparação com o antigo.

Pode também definir alertas quando os novos utilizadores estiverem a diminuir.

 Uma análise mais profunda permite descobrir que os novos utilizadores têm algumas plataformas em comum, como os dispositivos móveis. Assim, talvez não seja uma real falta de interesse, mas sim uma má experiência de navegação por parte do utilizador,  para o qual está a reduzir as suas taxas de conversão.

 

Resolva as “grandes” barreiras de conversão do seu site. Projetar estratégias específicas de optimização,  de acordo com segmentos de mercado, pode ter uma maneira eficaz de otimização por forma a aumentar o seu ciclo de conversão. Não tenha medo de passar algum tempo e esforço a testar a performance do seu site e definir sobre a procura de formas de o melhorar constantemente.

Com a checklist e dicas partilhadas anteriormente, pode olhar para os dados que já dispõe e criar novas oportunidades de optimização.

 

A sua opinião:

  • Partilhe este artigo com a sua rede.
  • Deixe um pequeno comentário ao artigo.
Comments

Comments are disabled for this post