Press enter to see results or esc to cancel.

10 motivos para o seu E-Commerce não converter 88%

Uma dos aspetos fundamentais para a área de E-Commerce/Loja Online/Varejo é reduzir as taxas de abandono do carrinho de compra, melhorando as taxas de conversão.

Um estudo do presente ano publicado pelo PayPal revela que 88% dos utilizadores que têm intenção de compra de um produto ou serviço online desistem! Estudos da Baymard Institute em Dezembro 2014 apontavam que a média mundial de abandono do carrinho de compras de potenciais compradores foi de 68%.

Qual será então o motivo para taxas de abandono tão altas?

Numa altura em que o comércio eletrónico sobe 22% no Brasil, estando já entre os 10 maiores mercados globais, as preocupações para captar a atenção do consumidor são muitas. A compra por meio digital é cada vez mais frequente, olhando para a tendência dos portugueses com uma média de gastos em compras online de 600 euros (R$ 1808) por família.

Será que os negócios online estão a adaptar-se às exigências do consumidor atual? E no seu negócio, qual é a sua média de desistência de abandono do carrrinho de compras?
Em seguida, partilho 10 pequenas lições para o ajudar a olhar para o seu negócio online com algumas recomendações e boas práticas:

 

1

 Lição 1 – Ofereça conteúdo, ganhe 1 Lead, converta numa compra

Uma das importantes soluções para agilizar o abandono do carrinho de compra é captar o email do potencial comprador o quanto antes, seja através da criação de marketing de conteúdo, seja por exemplo através de cupões de desconto, amostras grátis, e-books, relatórios, vídeo-aulas, ingressos, serviços de consultoria, testes gratuitos, entre muitos outros formatos.

A melhor maneira para captação de leads (registos) é oferecer um íman “Lead Magnet” que é um incentivo livre para se juntar à sua lista de e-mails ou se preferir um convite a usufruir de uma oferta, de uma atualização de conteúdo, etc. Para escolher o seu íman, questione-se relativamente a:

  • Quais os temas que os seus clientes ideais ou potenciais clientes querem saber?
  • Que temas seria mais fácil para criar um íman sobre o seu negócio?
  • Qual o melhor formato de conteúdo para entregar essa informação?

Com os endereços de e-mail do seu lado (negócio) pode utilizar a melhor estratégia dos tempos modernos re-marketing, oferecendo vantagens que façam o seu potencial comprador voltar ao site com possibilidades infinitas de impactar vezes sem conta.

calendario_egoi
Recebi este calendário da egoi.pt como presente depois de preencher o lead-magnet.

 

promofas
Lead Magnet na Homepage, via Pop-Up promofans.pt

 

2

 Lição 2 – Reduza o número de páginas de check-out

O usuário médio da Internet é muito impaciente e não irá tolerar um tempo de carregamento do website que está além de dois segundos.
A Amazon foi a primeira empresa a implementar o conceito “1-Click Ordering” ou também conhecido como “One Click Checkout”.

Em breves palavras é a técnica que permite aos clientes já registados fazer uma compra com um único clique. Tendo em consideração as informações de pagamento anteriormente cedidas pelo utilizador no registo, esta facilidade permite que os seus clientes façam compras instantâneas sem ter que clicar incontáveis ​​botões “Continuar” do processo de check-out padrão, mas apenas em um.

O botão extra “One Click Checkout” é introduzido para páginas de produtos (bem como para a tela do carrinho de compras) e depois de clicar neste botão, o pedido será imediatamente criado.
Já existem plugins para CMS diferentes para aplicar no seu negócio.

 Exemplos:

amazon
Amazon UK

 

Amazon Brasil
Amazon Brasil

 

3

 Lição 3 – Entregas Grátis, taxa livre ou taxa fixa

Um estudo da Forrester mostra que quase 50% dos clientes abandonam os carrinhos de compras devido aos elevados custos de envio.
Se oferecer o transporte sem custos associados, anuncie essa vantagem cedo e muitas vezes.

Para muitos negócios online oferecer entregas (frete) grátis faz uma grande diferença e nem sempre é possível.
Nesse caso, a próxima melhor coisa é o transporte com taxa fixa.

 Exemplos:

banner-pixamania
Banner em grande destaque no site da pixmania.pt

 

staples
Homepage staples.pt

 

4

 Lição 4 – Permitir a oferta de vouchers presente/cheque-prenda

Os grandes negócios de comércio online procuram incentivar a oferta de produtos e serviços ao serviço de outras pessoas.

 Exemplos:

sephora
Menu da Homepage sephora.com.br

 

salsa
Homepage > Menu com oferta de Cheque-Prenda salsastore.com/pt

 

5

 Lição 5 – Dê tantas opções de pagamento quanto possível

Não pode aceitar dinheiro ou cheques na sua loja de comércio eletrónico, mas aceita cartões American Express? Visa? PayPal? Boleto? Referências MultiBanco? Google Wallet?

Os grandes negócios (varejistas) digitais sabem que mais opções de pagamento é igual a mais pagamentos. Coloque essa informação na Homepage e deixe o seu potencial comprador descansado.

submarino
Footer da Homepage do site submarino.com.br

 

 

6

 Lição 6 – Mostrar progresso através do processo de check-out

Uma mente confusa diz sempre que não e não converte.
As pessoas querem saber em que passo da compra estão e o que falta para chegarem ao fim.

josemariadafonseca
Visual do processo no site jmf.pt/loja/

 

 

 

7

 Lição 7 – Permitir que os clientes possam adicionar itens a uma “lista de desejos”

Dependendo do que você vende, alguma percentagem de visitantes para a sua loja de comércio eletrónico não são para comprar agora.
Eles estão fazendo pesquisas. Chutar pneus. Comparando os preços. Comparando-se as soluções.

De acordo com o estudo da Forrester acima mencionado, 41% dos compradores abandonam o seu carrinho de compras online, porque eles não estavam preparados para fazer a compra.

cortefiel
Menu do site cortefiel.com/pt

 

casasbahia
Homepage casasbahia.com.br | Repare no botão “Lista de Casamento”

 

8 Lição 8 – Reduzir o risco, ganhar confiança

Um dos receios dos consumidores é ter uma expectativa frustrada, ou seja, ter a certeza que o negócio faz ou entrega aquilo que diz que vai fazer.
Adicionalmente, o receio de partilhar informações pessoais e financeiras para uma plataforma online.
Apenas 65% das lojas online de acordo com um estudo mundial apresentam algum tipo de certificado.
É curioso perceber que o valor percebido dos utilizadores a nível de segurança é mais valorizado nas marcas abaixo indicadas:

certificad

Uma boa prática é colocar no fundo do site certificados para tranquilizar os seus potenciais compradores:

seguranca
Footer da Homepage polishop.com.br/

 

 

seguranca2
Footer da Homepage da glamour.com.br/

 

9

 Lição 9 – Fornecer imagens de produtos com qualidade e interativos

Um inquérito aos da E-tailing’s Connected Consumer mostrou que os clientes querem ver imagens e muitos produtos de alta qualidade.
Funções como zoom, girar as imagens, ver os produtos em diferentes cores, tamanhos e outras opções são requisitos essenciais.

Observe todas as opções B & H Photo oferece para este saco da câmara fotográfica. Eles permitem zoom, rotação, fotos de clientes e muitos deles.

webideo
Página de produto do site magazineluiza.com.br. Existe um pequeno vídeo para explicar as caraterísticas do produto.

 

 

 

b&photo
Veja este exemplo em bhphotovideo.com/

 

 

10 Lição 10 – Zona de Comentários e Rating de Produtos/Serviços

Dados recolhidos pelo Business Intelligence sublinham ainda que os utilizadores de páginas de comércio na internet devem ter em conta que 85% dos visitantes lêem os comentários das páginas que visitam antes de confiar nos seus serviços, uma vez que precisam de confirmar e confiar no serviço que se propõe a utilizar. É recomendado que se use um sistema de ‘rating’ para classificar a loja online.

Um estudo da  Nielsen indica que 92% das pessoas faz uma compra, porque confia nas recomendações dos amigos e família, depois de ver publicado algum conteúdo online (post, comentário, vídeo, imagem).

 

Pagina de produto da walmart.com.br
Página de produto da walmart.com.br

 

 

americanas
Página de Produto do site americanas.com.br

 

 

Para finalizar, é importante não perder o norte, em relação às duas técnicas essenciais para conseguir mais vendas com o seu site/loja online.
O primeiro é atrair mais tráfego e o segundo é converter mais visitantes em clientes.
Se já sabe muito sobre aquisição de tráfego, este artigo focou especificamente na otimização de conversão, em especial o carrinho de compras.

Sabe o que que falta agora? Precisa de aplicar as sugestões acima descritas no seu site e em alguns casos aplicar testes A/B.

 

Lojas referenciadas neste artigo:

E-Goi, Portugal
PromoFans, Portugal
Amazon, Reino Unido
Amazon, Brasil
Pixmania, Portugal
Staples, Portugal
Sephora, Brasil
Salsa Jeans
Submarino, Brasil
Cortefiel, Portugal
Casas Bahia, Brasil
José Maria da Fonseca, Portugal
Polishop, Brasil
Glamour, Brasil
MagazineLuiza, Brasil
Phphotovideo, América
Walmart, Brasil
Americanas, Brasil

Comments

Comments are disabled for this post