Press enter to see results or esc to cancel.

Como escolher as redes sociais para o seu negócio

A existência de grupos ou espaços específicos na Internet, onde os utilizadores partilham informações entre si, são uma das principais formas de representação dos relacionamentos pessoais ou profissionais através das redes sociais.

Muitos empresários e profissionais têm dificuldade em distinguir o hype e as novas tendências tecnológicas do aspecto social e qual a vantagem competitiva da plataforma para aumentar as suas conversões/vendas.

Dados recentes da InternetLiveStats (2015) apontam para 42% da população mundial com acesso à internet, representando um importante crescimento, já que em 2014 a percentagem era de 35%. A previsão será de um contínuo crescimento.
No Brasil, no mesmo período, o crescimento de utilizadores com acesso à internet foi de 7%, com actualmente 107 milhões. Em Portugal, são 7 milhões de pessoas com acesso à internet. O crescimento no mesmo período foi de 2%,

Mais do que ferramentas de agregação e partilha de informação, as plataformas sociais são gigantescas bases de dados com contactos, muitas das quais, bem trabalhadas para anunciar e direcionar o público-alvo para um espaço em concreto.

As principais redes sociais estão geralmente disponíveis em vários idiomas e permitem que os utilizadores estabeleçam ligações virtuais com amigos ou pessoas, ultrapassando fronteiras geográficas, políticas ou económicas.

Veja o gráfico da Statistica sobre a previsão de utilizadores nas redes sociais no mundo inteiro desde 2010 até a projecção em  2018.
crescimento de utilizadores

Em 2016 estima-se que haverá cerca de 2.13 mil milhões de utilizadores nas redes sociais.

Comece por aqui:

Uma decisão informada para desenvolver a presença da sua empresa/ marca nas redes sociais, deve ter em conta importantes fatores alinhados com os canais de comunicação.

Para aprofundar a estratégia da sua marca, crie uma “persona”. Personas são personagens fictícias, criadas para representar os diferentes tipos de utilizadores que poderiam utilizar um site, uma marca ou produto, dentro de um alvo demográfico, atitude e/ou comportamento definido.
Com informações sobre o perfil demográfico do país e da plataforma social, será mais fácil decidir por onde começar.

Se criou as suas “personas”, pode alinhar essas ideias com os dados demográficos de uma rede social e ver quais as redes que se encaixam melhor.

Esta informação será particularmente útil nas capacidades de segmentação da ferramenta de Anúncios do Facebook. O facto das pessoas colocarem as suas informações no Facebook permite direcionar os anúncios de forma cirúrgica.

Equacione  as seguintes perguntas:

Assumindo que a sua marca já está em algumas plataformas sociais, considere:
– Quantas visitas o Facebook traz ao seu site? (avalie individualmente cada plataforma social e faça um ranking por tráfego gerado)
– Das visitas que chegaram ao site ou landing page, quantas  se converterem num contacto?
– Dos contactos angariados, quantos se converteram numa venda?

Se está a começar e precisa de mais informações para avaliar a sua presença nas redes sociais, considere:
– Será que faz sentido para o meu conteúdo estar nas redes sociais?
– O meu público alvo passa mais tempo em que espaço social?
– Enquanto profissional e empresário, tenho tempo para compreender como funciona a plataforma onde pretendo projectar a minha marca?

Escolher a plataforma certa para o seu negócio é o primeiro passo para a execução de uma campanha de redes sociais, permitindo a otimização de recursos e, ao invés de dispersar, concentrar energias para direcionar tráfego com visitantes qualificados.

Vamos assumir que tem os seus  objetivos de comunicação/marketing específicos, que identificou os meios à sua disposição: financeiro (para a implementação de campanhas pagas) e recursos humanos (tempo disponível por dia). A gestão das redes sociais requer tempo, moderação e uma análise estatística de conteúdo partilhado.

Não é estar em todas as redes. É estar muito bem em poucas, para garantir o maior fluxo de tráfego. Quanto mais “aquecido” o seu público estiver, melhor a conversão.

 

A análise de critérios para orientar as necessidades de comunicação e restrições operacionais, na escolha das redes sociais mais apropriadas deve deve ter em conta os seguintes factores:

  • Geração de Tráfego: Avalie as visitas ao seu site para perceber a atividade social e compare com outras fontes de tráfego (motores de pesquisa, parcerias com outros sites «referreal», email-marketing, entre outros) para saber a eficácia por canal. Ao avaliar a relação entre a plataforma social e as conversões daí provenientes, pode comprovar se a rede atrai utilizadores e, por outro lado, colocar na lista negra a plataforma que traz menos resultados.
    Os posts têm um link para ajudar a direcionar o utilizador e influenciar ao clique? No Facebook, 1,85% dos posts com link, podem influenciar à compra, de acordo com a Shopify. A percentagem é menor no Twitter com 0,77%, mas ainda assim chamativa, para avaliar os dados concretos à luz do seu negócio.
  • Conversões & Customer Value: Uma rede social que atrai visitantes pouco qualificados e de baixo valor, é pouco interessante na rentabilização da sua despesa em tráfego e recursos humanos. Os visitantes saem imediatamente da sua página ou lêem o seu conteúdo? Se desejar mais informações sobre este tema veja Checklist: Ideias para optimização através do Google Analytics
  • Seguidores & Engagement: Ao investir na criação de conteúdo e relacionamento em redes específicas, avalie o crescimento da sua rede através de ações, tais como: comentários, partilhas, gostos nos conteúdos,  como um indicador útil de ressonância em comparação com a dimensão da sua base de seguidores. Uma base de seguidores “aquecida” responde e interage com os seus conteúdos, o que significa que será mais fácil canalizar tráfego de um ponto (rede social) para outro (site, landing page, entre outros).
  • Otimização no motor de busca: Os consumidores estão em grande parte familiarizados com o Google como a plataforma dominante de pesquisa. De acordo com o searchmetrics.com, um dos 5 principais fatores de grande importância para melhorar o posicionamento do seu site no Google, é estar no Google+. Todos os conteúdos partilhados no Google+ são indexados imediatamente ao Google, impactando e influenciando positivamente os resultados do motor de busca. No facebook os conteúdos partilhados vivem dentro da plataforma exclusivamente. Avalie qual e que tipo de conteúdo publicado atrai mais visitantes ao site/landing page e explore a relação de muita audiência (plataforma fechada) versus pouca audiência e maior relevância na pesquisa orgânica.
  • Sinergias de conteúdo : Os conteúdos devem ser adaptados em função da rede social onde vai comunicar, tirando partido das particularidades de cada uma, mas pode haver excepções. Um formato de conteúdo específico como o vídeo pode ajudar a propagar a sua história de forma significativa. Ao criar um vídeo, sites como YouTube e Vimeo são escolhas naturais para publicar e duplicar a informação. A ligação clara entre um formato de conteúdo específico vai amplificar a sua marca nos motores de pesquisa.
  • Indústrias nas Redes Sociais : Algumas redes sociais são especialmente interessantes para B2B, como é o caso do LinkedIn, uma plataforma que utilizo com frequência. Outras indústrias têm uma forte afinidade com certos tipos de negócios, tais como a ligação entre o E-Commerce feminino e o Pinterest. Redes de nicho e redes tradicionais da indústria, como grupos industriais ou chats especializados, também são importantes formas de estabelecer ligações com os compradores B2B.

As redes existentes estão a expandir os seus serviços e funcionalidades através de inovações e novas aquisições.
Se desejar, veja este artigo que escrevi no final de Março, sobre as novidades do Facebook

Somos sociais, mas não somos todos iguais

A ascensão de plataformas sociais na China e na Rússia, como Qzone, estão agregar vários utilizadores em redes sociais que excedem o número de utilizadores em língua inglesa, como Twitter, Instagram e Google+.

  • Há 639 milhões de utilizadores no Qzone (China);
  • Wechat está logo atrás, com 468 milhões de utilizadores (China)
  • Na Rússia, “VKontake” tem 100 milhões de utilizadores;

Neste artigo “Facebook cresce menos e o valor do cliente aumenta” partilhei uma entrevista onde Mark Zuckerberg refere que há 10 anos que o Facebook tenta dominar na Rússia e não consegue, pelo facto de o país ter uma plataforma praticamente semelhante com inovações constantes.

As redes sociais mais populares geralmente apresentam um elevado número de utilizadores ou um forte envolvimento de utilizadores que partilham dados entre si.
O líder de mercado, o Facebook, foi a primeira rede social a atingir o marco de mil milhões de utilizadores ativos mensais, enquanto o Pinterest foi o site mais rápido a chegar aos 10 milhões de visitantes únicos mensais.

A maioria das redes sociais com mais de 100 milhões de utilizadores teve origem nos Estados Unidos, mas os serviços europeus, como VK, ou as redes sociais chinesas QZone e Renren, também têm recebido apelo mainstream  devido ao contexto local.

 

As redes sociais mais populares, por utilizadores ativos

O que os dados brutos, podem dizer-lhe sobre a escolha da rede social;

Uma das métricas mais significativas para tomar uma decisão é avaliar o nº de utilizadores ativos mensais:

As redes sociais classificados por utilizadores ativos mensais mundial: (Março, 2015)

crescimento de utilizadores-mundial

O Facebook é, de longe, a rede social mais popular, com o dobro de utilizadores mensais ativos.
Na maior rede social, existem 97 milhões de utilizadores que falam português.

Continue a ler este artigo, para acompanhar em detalhe o número de utilizadores portugueses e brasileiros, nas principais plataformas sociais existentes.

 

Deve avaliar a rede social com base no tamanho? 

Em alguns casos, o tamanho pode ser um indicador falso.

  • Será que mais utilizadores significa mais concorrência para a economia da atenção?
  • Os seus clientes estão nessa rede social?
  • A rede encaixa no seu perfil demográfico?
  • Será que o seu setor tem uma presença na plataforma social?

À exceção do mercado dos têxteis, cosméticos ou negócios associados ao setor da moda, onde o apelo visual é muito forte, para muitos negócios, sou da opinião que o Instagram devia ser a última plataforma social a ser integrada.
É a maior plataforma de engagement, mas a menos eficaz para gerar tráfego. Requer um passo maior de atrair, gerar relacionamento e viver no marketing da esperança em que o utilizador vá ao site ou espaço indicado fora da plataforma. Mesmo recorrendo à página de perfil do Instagram, o único espaço onde existe um link (_blank) dificilmente vai contribuir para um efeito a curto prazo de aumentar as suas conversões/vendas.

 

Onde estão os seus clientes? Veja como descobrir

O que os dados demográficos podem dizer sobre a escolha de uma rede social

O projeto de Pesquisa Pew Internet fez uma estatística e dados demográficos com uma amostra representativa de 1.801 adultos, entrevistados com base nas principais redes sociais

Demografia Rede Social

 

Estas estatísticas podem afetar a sua decisão de escolher a rede social correta?

As estatísticas dos EUA, podem dar-lhe uma ideia geral, mas há claras diferenças entre países e naturalmente deve avaliar as características das redes sociais, conforme demografia do país.

A título de exemplo, no Facebook,  faixa etária de utilizadores em Portugal predominante é entre os 25-37, com 50.5% homens e 49,5% mulheres.
No Brasil, a faixa etária predominante é entre os 18 e os 25 anos, com 46,4% homens e 53.6% mulheres

O cliente que faz mais compras na sua empresa tem que idade? É mulher ou homem?

O valor de uma rede social baseada em conteúdo e de estratégia.

O  público nas redes sociais pode partilhar seu estilo particular de conteúdo de vídeo, imagens, de formato longo, etc.

Por cortesia do Jason DeMers do site Search Engine Land partilho abaixo uma imagem onde ele dividiu as redes sociais em 7 tipos diferentes, conforme as suas características:

7 tipos de redes sociais

Quais as características das redes sociais?

Acompanhe a continuação (2ª parte) desta publicação, com a listagem das principais plataformas sociais, com as minhas notas, para ajudar empresários e profissionais na sua decisão. (ver aqui )

Comments

Comments are disabled for this post